Instituto Mangue Vivo é eleito para o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama)

Compart. 0

Entidades são eleitas para o Conama

mma.gov.br/informma/item/15262-entidades-ambientalistas-são-eleitas-para-o-conama.html

Início do conteúdo da página

Notícias

Os 11 representantes vão compor o Plenário do Conselho Nacional de Meio Ambiente, no biênio 2019/2021. Órgão é responsável pela adoção de medidas sobre o Sistema Nacional de Meio Ambiente.

Brasília – Duas entidades de São Paulo, duas da Bahia e uma do Acre, de Rondônia, do Distrito Federal, do Mato Grosso do Sul, de Minas Gerais, de Santa Catarina e do Paraná vão compor o Plenário do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), no biênio 2019/2021. A vaga nacional ficou com o Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (Proam), de São Paulo.
Da região Norte, foram eleitas a Associação Andiroba (Andiroba), do Acre, e a Ação Ecológica Guaporé (Ecoporé), de Rondônia. Do Nordeste, estão o Grupo Ecológico Rio das Contas (Gerc) e o Instituto Baleia Jubarte (IBJ), ambos da Bahia. A Rede Nacional de Combate do Tráfico de Animais Silvestres (Renctas), do Distrito Federal, e o Grupo de Estudos em Proteção à Biodiversidade (Gebio), do Mato Grosso do Sul, são os representantes do Centro-Oeste.

Os eleitos da região Sudeste são o Instituto Guaicuy (SOS Rio das Velhas – Projeto Manuelzão), de Minas Gerais, e a Sociedade Ecológica de Santa Branca (Sesbra), de São Paulo. E na região Sul, ficaram o Instituto Mangue Vivo (Imavi), de Santa Catarina, e a Associação de Proteção ao Meio Ambiente de Cianorte (Apromac), do Paraná.

Compart. 0
Posted in Sem categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *